NOTÍCIAS

02-MAR-2024

Abertura da Pesca 2024: fartura e festa nos rios na retomada da atividade pesqueira após período de defeso

Dezenas de pescadores celebraram a retomada das atividades com a captura do mapará, pescado muito valorizado e apreciado na culinária paraense.

#Pesca POR NATALIA 02 DE MARÇO DE 2024

Após quatro meses no período de defeso, reservado à reprodução dos peixes, nesta sexta-feira (01) foi oficialmente realizada a abertura da pesca nos rios do Baixo Tocantins. Em Abaetetuba, dezenas de pescadores reuniram-se na retomada das atividades com a realização do tradicional "borqueio", nome dado à engenhosa armadilha realizada com a formação de um círculo de embarcações que capturam cardumes de mapará, peixe bastante consumido pela população paraense.

Espalhados em barcos, os pescadores realizam a montagem da armadilha para captura do pescado. Todo o processo é realizado de forma coletiva e artesanal. Os "taleiros" afundam varas cumpridas no rio para sentir as vibrações do cardume e identificar a direção e quantidade de peixes. Sob autorização dos "chefes de turma", uma grande rede é lançada no rio, para que os mergulhadores façam a imersão e costurem a panagem, formando uma espécie de saco, para onde os peixes são conduzidos pelos taleiros, por meio de batidas com as varas na água. Sob o comando do chefe de turma a armadilha é fechada e as embarcações se reúnem, bloqueando a saída dos peixes. Ao círculo formado na execução da armadilha é dado o nome de "borqueio".

Para proporcionar maior qualidade do trabalho de pesca e contribuir com a geração de renda para a população envolvida na atividade, especialmente comunidades ribeirinhas, o Governo Cuidando de Todos, por meio da Secretaria Municipal de Agricultura, Abastecimento e Pesca (Semagri) , realiza um trabalho contínuo junto à cadeia da pesca artesanal. Projetos e ações são realizadas junto aos pescadores para fortalecer a atividade, entre eles, a distribuição de materiais para manutenção e melhoria do trabalho. Somente neste primeiro dia da temporada pesqueira de 2024 foram distribuídos cerca de 580 matapis e 135 panagens a pescadores de diversas comunidades ribeirinhas, entre as beneficiadas estão as comunidades do Rio Anequara, Rio maracapucu e Prainha.

O Secretário Municipal de Agricultura, Abastecimento e Pesca, Fernando Zacarias, ressaltou a importância da atuação da gestão municipal no fortalecimento da pesca artesanal, responsável e sustentável por meio da distribuição dos materiais. "Esses benefícios irão ajudar esses pescadores artesanais que tanto batalham para tirarem o sustento de suas famílias, gerar renda e melhorar a economia do município", afirmou.

Seu Manuel Gonçalves, de 69 anos, apelidado pelos amigos de "budiéco", líder de uma das equipes de "borqueada", elogiou a iniciativa da gestão municipal. "Tem pessoas que não têm condições de comprar rede, anzol, matapi, então é uma ajuda muito grande". Além disso, o borqueador comemorou a quantidade de cardumes encontradas nos rios do município "Graças a Deus nós temos abundância aqui", celebrou.

O Coordenador de Pesca da Semagri, Jonas Farias, destacou a parceria firmada entre Governo Municipal e profissionais da pesca artesanal para o fortalecimento da atividade econômica no município. "Estamos muito felizes e gratos pela recepção. A prefeitura está trabalhando em contato direto com os pescadores, oferecendo um excelente suporte e garantindo oito meses de pesca bem sucedida", enfatizou.

Durante o período de defeso são realizados acordos entre o Governo Municipal e as comunidades de pescadores visando a conscientização da importância de respeitar o tempo de reprodução de peixes, com permissão apenas para pesca do consumo familiar com limite de até 10 quilos por dia.

De acordo com o Decreto Federal nº 6.514/2008, a multa para quem pescar, transportar, comercializar ou armazenar as espécies ainda sob restrição de pesca durante o período do Defeso vai de R$ 700 a R$ 100 mil, com acréscimo de R$ 20, por quilograma ou fração do produto da pescaria.

"O respeito ao período de defeso é a garantia de que ao iniciar a temporada de pesca, nós teremos farturas, mais qualidade do alimento, atividade dentro da legalidade, além da distribuição abundante e justa dos pescados entre os "borqueadores", finalizou o Secretário Municipal de Agricultura, Abastecimento e Pesca, Fernando Zacarias.

Texto: Ramon Pinheiro e Susan Santiago - Ascom/PMA

 

Deixe seu comentário

NOTÍCIAS MAIS RECENTES
#MeioAmbiente Há 4 dia(s)

“Agenda 2030”: Prefeitura Municipal lança o I Inventário de Emissões de Gases de Efeito Estufa de Abaetetuba

O documento será usado como base de dados na elaboração de Políticas Públicas para diminuir os impactos das emissões dos gases de efeito estufa no município.

#ConferênciadeMeioAmbiente Há 5 dia(s)

“Cidade Sustentável”: Abaetetuba sedia sua I Conferência de Educação Ambiental do município

Foram dois dias de diálogo entre diversos setores estratégicos e sociedade civil em torno da Educação Ambiental da população no âmbito municipal

#MeioAmbiente Há 11 dia(s)

Projeto “Despertar Ambiental” promove ações de conscientização em escolas municipais de Abaetetuba

Mais de 500 crianças devem participar da primeira etapa de atividades de educação ambiental no município.

#Cidadania Há 14 dia(s)

“Pelos Rios do Pará”: Projeto promove ações de saúde e cidadania no município de Abaetetuba

O ato integra o Programa MP+ Cidadania do Ministério Público do Pará em parceria com a Marinha do Brasil e Prefeitura de Abaetetuba

#Educação Há 17 dia(s)

Prefeitura de Abaetetuba entrega mais uma escola totalmente revitalizada na zona rural do município

Cerca de 130 alunos foram beneficiados com a reforma do espaço educacional

#MeioAmbiente Há 17 dia(s)

I CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL DE ABAETETUBA

Reflexão e Construção da Política Municipal de Educação Ambiental no Território de Abaetetuba: Desafios e Perspectivas

#Saúde Há 18 dia(s)

Moradores do Bairro São Sebastião celebram a reinauguração da UBS Gabriel Paes em Abaetetuba.

Foram três meses de reforma para garantir maior qualidade e conforto às oito mil pessoas atendidas na unidade de saúde

#TEA Há 19 dia(s)

Prefeitura promove roda de conversa para discutir a inclusão de pessoas com TEA nas redes educacionais do município

Ao todo, oito instituições especializadas em atender pessoas com Transtorno de Espectro Autista participaram do encontro.

Qual o seu nível de satisfação com essa informação?


Muito insatisfeito

Insatisfeito

Neutro

Satisfeito

Muito satisfeito